quarta-feira, 19 de abril de 2017

Janela da alma

“Quando abro a cada manhã a janela do meu quarto, é como se abrisse o mesmo livro, numa página nova.” Mário Quintana
 Resultado de imagem para imagens gifs de janelas       Abro as portas da minha mente e deixo fluir as luzes da imaginação pela janela da minha alma.

36 comentários:

Galego disse...

Hoxe cando abrin a ventá do meu cuarto vin que o tempo estaba escuro e que viña chuvia moi pronto.

Legionário disse...

Quando abrimos os olhos, abrem-se as janelas do corpo, e o mundo aparece reflectido dentro de nós;)

vizinha do 1º Dt disse...

Puxa, de repente fiquei com uns calores...

Legionário disse...

"O único modo de estarmos de acordo com a vida é estarmos em desacordo com nós próprios." Fernando Pessoa em: Livro do Desassossego

Pinguim da Arcada disse...

Ora bolas, enquanto nestes claustros da Arcada é um corrupio de gente e vento, por aqui no Blog o ambiente está muitíssimo parado!!!!

Legionário disse...

Quem não escreve aqui são a maior parte dos pseudo contribuidores inertes do Blog.
Os seus nomes escritos no lado direito do Blog estão numa eterna monotonia, repletos de nada.

Tipo que sabe disse...

Há um sítio com muitos nomes escritos e onde impera o silêncio.

Arturinho muscae disse...

Vita fluxus.

tipo + atento disse...

Grande parte desses Contribuidores só têm treta nos jantares e na futilidade do face!

Ecos do Monte online disse...

Grande aparato na rua dos Capelistas: estão a ser retirados os sinos da Igreja dos Terceiro.

Flor do Vouga disse...

esses sinos vão ser colocados à entrada do nosso tasco.

Pinguim da Arcada disse...

“Descalça vai para a fonte / Lianor pela verdura; / Vai fermosa, e não segura / De maneiras que vou apalpar-lhe o pipi"

Pinante da avenida disse...

Essa Lianor fazia uns broches do caraças...

Capitão Meireles disse...

Ò Pinguim, olhe que apalpar o pipi sem consentimento da moçoila é crime!

Legionário disse...

Poema da auto-estrada

Voando vai para a praia
Leonor na estrada preta.
Vai na brasa, de lambreta.

Leva calções de pirata,
vermelho de alizarina,
modelando a coxa fina,
de impaciente nervura.
Como guache lustroso,
amarelo de idantreno,
blusinha de terileno
desfraldada na cintura.

Fuge, fuge, Leonoreta:
Vai na brasa, de lambreta.

Agarrada ao companheiro
na volúpia da escapada
pincha no banco traseiro
em cada volta da estrada.
Grita de medo fingido,
que o receio não é com ela,
mas por amor e cautela
abraça-o pela cintura.
Vai ditosa e bem segura.

Como um rasgão na paisagem
corta a lambreta afiada,
engole as bermas da estrada
e a rumorosa folhagem.
Urrando, estremece a terra,
bramir de rinoceronte,
enfia pelo horizonte
como um punhal que se enterra.
Tudo foge à sua volta,
o céu, as nuvens, as casas,
e com os bramidos que solta,
lembra um demónio com asas.

Na confusão dos sentidos
já nem percebe, Leonor,
se o que lhe chega aos ouvidos
são ecos de amor perdidos
se os rugidos do motor.

Fuge, fuge, Leonoreta
Vai na brasa, de lambreta.


*António Gedeão

vizinha do 1º Dt disse...

façam sexo com regularidade e ficam mais novos
bom f.d.s;)

Pinguim da Arcada disse...

Claro...claríssimo, praticar o coito dá muita saúde.

Legionário disse...

E hoje é Domingo, e por aqui trabalha-se.

Capitão Meireles disse...

E hoje muita gente fez "ponte" devido ao feriado de amanhã "25 de Abril".

Labaredas disse...

Feriado que é só para alguns.

Legionário disse...

E de hoje a uma semana é o 1º de Maio (Dia do Trabalhador), feriado também só para alguns!

Capitão Meireles disse...

Nunca o pais viveu com tantos capitalistas políticos (da esquerda à direita), entram para chefias Governamentais saem de la com fortunas colossais e depois ainda ficam à frente de grandes empresas, ou seja, mais tachos .
O 25 de Abril criou negociatas de milhões, são sempre os mesmos a roubar e são sempre os mesmos a meter os milhões ao bolso; liberdade, democracia muito bem, mas o povo continua na pobreza, muitos dos que amanhã vão estar de cravo na lapela vivem à grande e no poleiro, revolução da treta foi o que foi!!!

Tipo informado disse...

Ouvi dizer que o próximo jantar de rua vai ser no dia 17 de Junho.

Marquês de Pombal disse...

Até lá muitos jantares vai haver...em casa!

Pinguim da Arcada disse...

isto anda pouco animado por aqui

Capitão Meireles disse...

A culpa é de grande parte dos Contribuidores desertores!

tipo que sabe disse...

E o principal desencaminhador foi o moço Rebola.

Tipo que sabe disse...

Foi esse moço quem perdeu o livro de actas.

Anónimo disse...

e perdeu outras cousas também

Legionário disse...

O vento está a uivar nestas montanhas.

vizinha do 1º Dt disse...

Eu gosto muito de uivar virada para lua ou não:))

Pinguim da Arcada disse...

esta vizinha é uma loba muito assanhada hahaha

Tipo que viu disse...

Olha... vai ali o putanheiro.

Anónimo disse...

quantos são? quantos são?

um transeunte disse...

Caia! É foder já o gajo!

Legionário disse...

Soprava o vento pela fresta

Soprava o vento pela fresta
A menina comia nêspera
Antes de dar em segredo
O níveo corpo ao folguedo:

Mas antes provou ter tacto
Pois só o queria nu no acto
Um corpo bom como um figo
Não se vai foder vestido.

Para ela em tempos de ais
Nunca o gozo era demais.
Lavava-se bem depois:
Nunca o carro antes dos bois.

*Bertolt Brecht